free hit counter script

Salvador-BA: Terra do axé, acarajé e lugares lindos

Salvador é um município brasileiro e capital do estado da Bahia. Situada na Zona da Mata da Região Nordeste do Brasil, Salvador é notável em todo o país pela sua gastronomia, música e arquitetura, reconhecidas também internacionalmente.
Salvador

A influência africana em muitos aspectos culturais da cidade a torna o centro da cultura afro-brasileira.

Primeira sede da administração colonial portuguesa do Brasil, a cidade é uma das mais antigas da América e uma das primeiras cidades planejadas no mundo, ainda no período do Renascimento. Sua fundação em 1549 por Tomé de Sousa ocorreu por conta da implantação do Governo-Geral do Brasil pelo Império Português.

A centralização como capital junto à colonização escravocrata foram importantes fatores na formação do perfil do município, da mesma forma que certas características geográficas. A construção da cidade se deu acompanhando a topografia acidentada, inicialmente com a formação de dois níveis (Cidade Alta e Cidadke Baixa) sobre uma escarpa acentuada e, mais tarde, com a concepção das avenidas de vale.

Com 692,818 quilômetros quadrados de área, seu território emerso é peninsular e o litoral é margeado pela Baía de Todos os Santos a oeste e pelo Oceano Atlântico a leste. O Centro Histórico de Salvador, iconizado nos arredores do Largo do Pelourinho, é conhecido pela sua arquitetura colonial portuguesa com monumentos históricos que datam do século XVII até o início do século XX, tendo sido declarado como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1985.

Palco de um dos maiores carnavais do mundo (maior festa de rua do mundo segundo o Guiness Book), O reconhecimento internacional da música de Salvador veio pelo anúncio de dezembro de 2015 da integração do município à Rede de Cidades Criativas da Unesco, tendo sido reconhecida como “Cidade da Música”, título singular no país.

Com mais de 2,8 milhões de habitantes, é o município mais populoso do Nordeste e o terceiro do Brasil. Dentre as cidades latino-americanas é a nona, superada por São Paulo, Cidade do México, Buenos Aires, Lima, Bogotá, Rio de Janeiro, Santiago e Brasília (esta ultrapassou Salvador em 2016, mas é um distrito federal, e não um ).

É núcleo de região metropolitana conhecida como “Grande Salvador”, que possuía uma estimativa de 3 957 123 habitantes em 2020 de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sétima do Brasil e uma das 120 maiores do mundo. Também por essas dimensões urbano-populacionais, é estudo pelo IBGE sobre a rede urbana brasileira como uma metrópole regional. Centro econômico do estado, Salvador é também cidade portuária, centro administrativo e turístico.

Em 2018, tinha o segundo maior produto interno bruto (PIB) dentre os municípios nordestinos. Ademais, é sede de importantes empresas regionais, nacionais e internacionais, um exemplo da Organização Odebrecht, Braskem, Coelba, Suzano.

Além de empresas, a cidade sedia ou sediou também, muitos eventos e associações culturais, políticas, educacionais, esportivas, como a Universidade do Estado da Bahia, a Universidade Federal da Bahia, a Escola de Formação Conileo 33 a Complementar do Exércão Brasileira de Surf, o 12º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal (em 2010), III Conferência Ibero-americana (em 1993), o Campeonato Pan-americano de Judô de 2003,a II Conferência de Intelectuais da África e da Diáspora (em 2006), a Copa América de 1989, a Copa das Confederações FIFA de 2013, a Copa do Mundo FIFA de 2014 e o futebol dos Jogos Olímpicos de Verão de 2016.

Salvador foi nomeada em homenagem a Jesus Cristo, o Salvador, conforme o cristianismo seguido pelos colonizadores católicos do Império Português. Portanto, trata-se de um hierotopônimo na toponímia do Brasil.

Primeiramente foi chamada de São Salvador da Bahia de Todos os Santos, fazendo ainda referência à baía na qual está situada, que foi encontrada por Américo Vespúcio em 1503 no Dia de Todos os Santos e que também deu nome provà capitania, e ao estado federado dos quais foi e capital.

Assim, ao longo do tempo, as designações variaram entre essas duas referências: São Salvador, Cidade do Salvador, Salvador da Bahia, Bahia, “cidade da Bahia”.

Esse canal do youtube, pode te dar um gostinho do que é salvador:

Também chamados epítetos como Roma Negra e Meca da Negritude, por ser uma metrópole com uma porcentagem grande de negros. Segundo dados de 2014, cerca de 82% da população de Salvador se jovem negra. De acordo com o antropólogo Vivaldo da Costa Lima, uma expressão “Roma Negra” é uma derivação de “Roma Africana”, cunhada por Mãe Aninha, fundadora do Ilê Axé Opó Afonjá.

Segundo Mãe Aninha, assim como Roma é o centro do catolicismo, Salvador seria o centro do culto aos orixás. Posteriormente, nos anos 1940, antropóloga cultural Ruth Landes, em seu livro Cidade das Mulheres, traduziu para a língua inglesa a expressão como Negro Rome. Posteriormente, quando o livro foi traduzido para o português, Negro Rome transformou-se em Roma Negra

Deixe um comentário