Praia do forte: Um paraíso na Bahia

Praia do Forte é uma praia situada no distrito homônimo, no município de Mata de São João, no estado da Bahia, no Brasil.

Dista cerca de 80 quilômetros da capital do estado, Salvador. Chega-se até a praia pela Estrada do Coco, uma estrada bem conservada saindo de Salvador (nas imediações do Aeroporto Internacional) e que segue até a divisa com o estado de Sergipe (nesse trecho chama-se Linha Verde).

Praia do forte

Situada na Costa dos Coqueiros, cerca de 80 km ao norte de Salvador, Praia do Forte mistura aula de história e de preservação da natureza.Um dos destinos mais badalados da Linha Verde – estrada que liga a Bahia ao Sergipe – a Praia do Forte tem apenas 14 quilômetros, mas oferece belezas de encher os olhos.

Ao longo da preservada orla, a moldura é formada por areias claras, coqueirais, recifes e mar cristalino repleto de cardumes coloridos. Ao redor, as atrações ficam por conta das reservas ambientais e das ruínas do Castelo Garcia d’Ávila, a primeira fortificação portuguesa em terras brasileiras.

Desde a década de 80, a Praia do Forte abriga a principal base do Projeto Tamar – responsável por estudar e proteger as tartarugas marinhas. Tal ação foi fundamental para a preservação da vila que, mesmo concorrida na alta temporada, mantém a natureza da região intocada.

Além disso, a sede do projeto é um dos mais interessantes atrativos locais – o espaço conta com tanques de criação, aquários e biólogos de plantão para acompanhar a visita. Quem estiver na área entre os meses de dezembro e fevereiro ainda ganha um bônus – pode participar do emocionante processo de soltar as tartaruguinhas recém-nascidas no mar.

Nem só de natureza, porém, vive a Praia do Forte. No centrinho, fechado ao tráfego de carros e batizado de Vila, dezenas de bares e restaurantes descolados, pousadas charmosas, lojinhas de artesanato e joalherias tomam conta da avenida e das vielas. O glamour aumenta a cada temporada, mas a praia faz questão de conservar sua atmosfera rústica e, para isso, não abre mão da igrejinha branca à beira-mar, das ruas de terra, das casinhas caiçaras e dos coloridos barquinhos de pescadores.

Em 1970, o descendente de alemães Klaus Peters junto com um amigo arremataram 30 mil hectares de mata, coqueiros, rios e praias. A área incluía também uma vila de pescadores (depois doado à municipalidade) e um edifício em ruínas, datado de 1551: o Castelo Garcia D Ávila, origem do nome “Praia do Forte”, posto à venda pela família baiana Padilha de Souza com o objetivo de criar um destino turístico.

A partir de 1980 tornou-se o único dono da área. Depois vieram os primeiros empreendimentos: uma pousada e hotel. Em 2013 a prefeitura de Mata de São João inaugurou o Parque Municipal Klaus Peters, em homenagem ao empresário.

Entre os meses de julho e outubro, as baleias da espécie jubarte aproveitam as águas quentes da região da Praia do Forte para procriar e amamentar seus filhotes.Os turistas podem realizar passeios de saveiro em alto mar, acompanhados por biólogos do Instituto Baleia Jubarte, para a contemplação dos mamíferos. Antes do embarque, os profissionais dão uma palestra sobre a espécie.O passeio tem duração aproximada de seis horas, tendo como objetivo conhecer os hábitos, costumes e vida das baleias e do ecossistema matinho. Toda a explicação é feita pelos biólogos do Instituto é traduzida para o inglês

Como Chego lá?

De avião: O aeroporto mais próximo é o de Salvador, a 90 quilômetros.

De carro:Vindo do Sul/Sudeste: acesso pela Estrada do Coco

Vindo do Nordeste: acesso pela Linha Verde

De ônibus: Há uma empresa que faz o trajeto Salvador – Praia do Forte, com horários regulares.  Existem diversos pontos para embarque em Salvador, inclusive no Aeroporto Internacional.

Deixe um comentário